Educação Financeira

Projeto

Menu Programas

TÍTULO: Programa “Educação Financeira”
DINAMIZADOR: Profª Cláudia Eduardo
DESTINATÁRIOS: Alunos do 2ºano e respetivas famílias

Temos assistido, nos últimos tempos, a uma postura e a discursos muito negativos em relação à saúde económica e financeira de pessoas, de famílias, de empresas e do nosso próprio país. Problema no país significa, cada vez mais, dedo aprontado à Escola para o ajudar a resolver. O caso da iliteracia financeira é um bom exemplo. O nosso Colégio não se demite dessa função pois aceita como muito revelante para a formação dos seus estudantes o perceber, o organizar e o responsabilizar dos gastos e proveitos, para além de toda dinâmica ligada à poupança, ao doar e aos financiamentos.
É, deste modo, que o Colégio Campo de Flores realiza, com os alunos do 2º ano de escolaridade, o Programa de Educação Financeira, dinamizado pela professora Cláudia Eduardo (docente da disciplina de Economia no ensino secundário do Colégio) e pelas professoras titulares da turma.

O programa em causa tem como principal objetivo fornecer os instrumentos necessários às crianças, de modo a que estas criem e desenvolvam a sua autonomia financeira, baseando-se no conceito das várias competências do dinheiro, isto é, reforçar a capacidade individual de fazer as melhores escolhas financeiras, promovendo assim, uma gestão do dinheiro e do crédito equilibrada e saudável.

O Programa de Educação Financeira realiza-se na sala de aula, em tempo letivo e tem uma duração de dez sessões, cada uma com uma hora sensivelmente. Ao longo de todas as sessões, existe uma preocupação em adequar a informação e a linguagem utilizada à faixa etária dos alunos.
Com o intuito de dar a conhecer aos encarregados de educação, de forma mais específica, o programa em causa, realizamos uma sessão de esclarecimento com os mesmos, sensivelmente a meio do projeto.

Enquanto escola, acreditamos que os conteúdos trabalhados se revestem de extrema importância para o futuro dos nossos alunos, estando conscientes que o sucesso do programa ao nível do desenvolvimento das competências trabalhadas durante as sessões será tanto maior quanto maior for o envolvimento e participação ativa de toda a comunidade educativa (pais, professores e alunos).