“As lagartas mudam de cor?”

A propósito da exploração da história “A lagartinha muito comilona”, na sala dos 3 anos, da educadora Marta, pintámos, com as mãos, as nossas próprias lagartinhas coloridas. Numa manhã destas, o T.B., ao reparar nos trabalhos expostos no placard, perguntou: “As lagartas mudam de cor? Pintámos todas de cores diferentes!”. 

Alguns amigos responderam que sim, outros que não, mas todos quiseram partilhar várias coisas que (achavam que) já sabiam sobre as lagartas: “Andam pelo chão e arrastam-se”, “são todas verdes”, “conseguem subir paredes”, “comem arroz, folhas e fruta”, “são minhocas”, “fazem casulos e depois ficam em borboleta… 
Durante esta partilha percebemos que havia muitas dúvidas a aguçar a curiosidade do grupo: “Onde vivem?”, “o que comem?”, “todas as lagartas fazem casulos e se transformam em borboletas?”…Tínhamos que investigar! Decidimos pedir ajuda às famílias, que pesquisaram, para nos ajudar a responder a algumas destas questões.

O S.M. trouxe diferentes espécies para a nossa sala e, com ajuda de uma lupa, observámos as diferenças. Como ainda tinhamos algumas questões,  convidámos o professor Ivo, de biologia, para vir à nossa sala e ele explicou-nos que estávamos perante 3 espécies diferentes:Lesmas e minhocas (que não são lagartas e, por isso, fomos devolve-las à natureza); e lagartas da couve, que se alimentarmos bem (com folhas fresquinhas), provavelmente irão construir o seu casulo e transformar-se em borboletas.
Vamos esperar, mas estamos ansiosos para ver!Aprendemos que as lagartas vivem nas folhas dos alimentos que comem, como alfaces ou couves; que conseguem subir paredes porque têm uma espécie de ventosas nas patinhas e que todas se transformam em borboletas, depois de construírem o seu casulo.

Ficámos também a saber que as lagartas não mudam de cor, mas podem ser de várias cores e que algumas são perigosas, como a lagarta do pinheiro. Modelámos, com plasticina, lagartinhas comilonas e, como descobrimos que as lagartas se podem transformar em borboletas de várias cores, quisemos pintar também as nossas.

E porque a aprendizagem tem muito mais sentido quando é partilhada, iremos visitar os nossos amigos da outra sala de 3 anos e contar tudo o que estamos a aprender. 
Esta é a primeira vez que fazemos um projeto juntos, pesquisamos e somos “construtores” da nossa própria aprendizagem. Sentimo-nos tão crescidos! Somos nós as verdadeiras lagartinhas muito… curiosas. 

Grupo dos 3 anos da educadora Marta